quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Reprises sobre amor e sexo


Olá meus queridos.Após mais um longo tempo sem dar as caras por aqui,resolvi voltar trazendo duas reprises de poemas meus postados por aqui em 2010.Um tem como tema o amor,poema que fiz com o querido AKINS KINTÉ ,e o outro,sobre sexo eu fiz inspirado no livro O AMOR NATURAL, de CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE.

Recordar é viver,não?! e viver com amor e sexo é bom demaais...então espero q curtam a reprise,meus caros.

Beijos da PRETAH!

O amor e seus segredos


O amor tem um que de dor.
um que de medo....
quem ama vive nesse limite,
na corda bamba da emoção.

Amor tem um que de samba,
um que louco de razão
nem dez nem vinte
desvendar de segredo,
loucura de fulgor...

Amor, doce da vida
bálsamo e veneno

uma dádiva,e sem dúvida
a dívida é a paga triste do sereno

Amor,desejo de pertencer,
de simplesmente ser.

E se o amor tem um que de medo,
tem que ter coragem
para enfrentar o dragão
do desafio

e se alma corre pro rio,
o rio do coraçao
há que se amargurar nessa doce e longa viagem
no mar do amor e seus segredos.

Joyce Domingos/Akins Kinté


SOBRE O SEXO

Sexo é o aquecer da pele

O eriçar dos pelos,

O corpo se arrebatando nas

Entrelinhas do prazer...

É cheiro de acidez

Que se transforma

Em coisa lúdica...

Lúdicos desejos

Que se dão no chão,

No mar,

Na lama

Na cama.

É poesia brusca,

Suja, amassada...

Desejo que ataca

Na hora absurda e

Inesperada...

é um breve momento

que se estende no infinito...

mundos que se criam na tinta branca

das quatro paredes de um quarto.

É troca,

É busca,

plenitude.

Amor em forma física...

Luxúria em cores vivas,

Nomes feios que acendem

O desejo...

Esta chama,

Este vício,

Este estopim de pecado

É sexo,é só sexo...

Aquele sem juízo,

Aquele que dá febre

O da procura contínua,

Do doce desejo insaciável

E sem fim....

...

...

...



9 comentários:

brnoliver disse...

Sim sim, Muito bom os dois poemas e muito bom os temas tambem, duas coisas que ninguem pode negar que gosta! E além de tudo oq todos precisam, Vale a pena relembrar os dois inclusiva o que tu baseou no C.D.A
Bjs!!!

magajoice disse...

A sensibilidade nas suas palavras dão toda a leveza e conteúdo.
POr mais vírgula que seja, desde que bem colocada, vira arte, amiga. Parabéns!

Filipe disse...

Duas coisas que são essenciais para se viver..
Os dois são ótemos...
Parabéns querida!

Livinha disse...

Olá minha linda,
Saudade de tu.
O amor o que dizer, se não tem como defini-lo porque na verdade ele não se defini de fato.

Mas é gostoso e faz a gente aquecido do frio deverasmente...

Carinhos de beijos


Livinha

Rafael disse...

mto bom mesmo, adorei os textos, vou visitar sempre pode contar com isso ;) me arrepiei todo com suas palavras

O mundo de Alline disse...

Post muito boum...e aquela música da Rita heim? que absurdo linda d+ vc arrrasa miga!

Viviane Moraes disse...

Que bom que vc voltou, os seus textos belos como sempre...

Tem presente pra ti flor.
http://vividoavesso.blogspot.com/2011/02/selos.html

Beijos *-*
Fica com Deus.

C. disse...

Dadivosa,

vi agora uma postagem no blog do Phil sobre uma "entrevista" que tu deu por á em abril/2010, tao fofa!

Eu adoro essa música da Rita,e teus poemas sao regados de sensualidade, tenho impressão de já ter lido antes aqui ;)

Lou Albergaria disse...

Belo demais seu post!

Desculpe pela ausência!

Muitas saudades de ti!!!

Há presente para vc em meu Covil!

BEIJÃO!!!!