terça-feira, 30 de março de 2010

Filadélfia




Hoje,fazendo uma faxina em minha prateleira de dvd's encontrei este filme que quero relembrar com vocês,ou apresentar para quem ainda não assistiu.

FILADÉLFIA é um filme de 1993 que conta a história de Andrew Beckett,um jovem e promissor advogado de uma prestigiada firma da Filadélfia.Andrew vê sua carreira interrompida ao ser demitido de uma hora pra outra,devido a uma sabotagem da empresa,para encobrir que o real motivo da demissão é que Andrew,além de homossexual é portador do vírus HIV.
Após a demissão,Andrew decide processar a empresa,e para isso,procura por vários advogados...uma procura sem sucesso,até que ele encontra o advgado de pequenas causas Joe Miller,que após muita hesitação aceita defender Andrew.
Com maravilhosas atuações de Denzel Washington no papel de Miller e Tom Hanks como Andrew,Filadélfia é muito mais que um filme: é o retrato de uma sociedade frente ao vírus da AIDS,que naquela época era tratada como um enorme tabu.O filme retrata lindamente a questão do preconceito através da amizade que durante o filme é construída por Andrew e Miller,que ao mesmo tempo em que defende Andrew nos tribunais,também trava uma luta com seus próprios preconceitos,visto que de início ele se revelou,ainda que não escancaradamente,homofóbico.
Miller conclui,durante a convivência com Andrew,que ele é uma pessoa normal como qualquer outra,com defeitos e qualidades.....que sua opção sexual não deve ser parâmetro pra dizer se ele é bom ou mal.
O filme foi vencedor de dois Oscar,um deles por melhor canção ''streets of philadélphia'',o clássico de Bruce Springsteen,e o merecidíssimo prêmio de melhor ator para Tom Hanks,por sua impecável atuação como Andrew Beckett,digna de aplausos.
É um filme que vale a pena ser visto e revisitado,para se pensar em questões atemporais como o preconceito,que infelizmente com o passar dos anos,permanece,ainda que velado,ainda que em menor quantidade.
Separei para vocês a cena que eu mais amo no filme,que é a cena da ópera....em que Tom Hanks dá um show com sua interpretação....onde é difícil não chorar ou pelo menos se arrepiar....e logo após,a música tema do filme,Streets of Philadelphia,com o ''boss'',Bruce Springsteen.
Espero que tenham gostado,logo volto meus amores^^



19 comentários:

vinicius disse...

Realmente esse é um otimo filme!!
=D
Atuaçao foda!
Bjss joy!

Ricardo Calmon disse...

Inesquecível filme esse,amada minina Joyce,sôdades docê,sapeca escriba,um conselho:nunca em um só post,coloque mais de um vídeo,as pessoas acabam não vendo,nenhum de los due!

BZU
MININA AFILHADA MINHA1

TERNURA TODA, DE UM VELHO KININU!

SMAACKKKKKKKKKKKKK

Livinha disse...

Querida, obrigada pela indicação, adoro o assunto dentro das causas tão polemicas, como adoro os atores que vivem as cenas.
Vou assistir.

Como adoro você muito, muito, muito, um tantão assim só pra vc não esquecer...

Bjss
Livinha

C@urosa disse...

Olá minha querida amiga Joyce, lembro-me perfeitamente, um filme sensacional e muito profundo, parabéns por trazer essa recordação.

Paz e harmonia,

Forte abraço
C@urosa

Fatima disse...

A cena com a música interpretada pela Maria Callas é muito emocionante.
Gostei muito tb quando assisti.
Bjs.

Jão disse...

filme muito bom mesmo....e os dois atores neh...dispensam comentarios..

bela indicação meu bem...

te adoro viu...agente vai vencer juntos...

Cecília disse...

Eu gosto de ver filmes com essa tematica (sera por que?). Esse é um dos que chega proximo a realidade... Acho que esse tema devia ser melhor debatido nos cinema. Seria uma ótima arma para a quebra de preconceitos.

A trilha sonora dispensa maiores comentarios.

otima indicação, como sempre.

gustavodinelli disse...

Adorava a musica tema.. faz um bom tempo que não lembrava desse filme... caraaaaaaaaaaca me lembrei de muita coisa dessa época

tossan disse...

Filme triste! Estou na fase das comédias e musicais! O jornal Nacional já é muito triste! Mas o filme é muito bom. Beijo

Francisco II disse...

Joyce querida!

Sabe...quando esse filme foi lançado, um colega de trabalho estava enfrentando problema semelhante, e faleceu meses depois.
Também por este motivo, o filme se tornou inesquecível para mim, além é claro das atuações fantásticas de Tom Hanks e Denzel Washington. E a música, então...!! Linda!
Mais um post-show, hein garota!rsrs
Beijão enorme

Manuela Santos disse...

Olá querida Joyce,
Este filme já vi e revi, é um filme inesquecível, o primeiro a fazer a abordagem do problema da SIDA, aí AIDS, que deu a Tom Hanks um óscar de interpretação.
Aquela cena onde se houve uma ária de ópera cantada pela Maria Callas é de pôr todos os pelinhos em pé!...
Tu és uma surpresa «gatinha», quando apareces é sempre com coisas marcantes!...
Beijocas,
Manú

Helena Castelli disse...

Lindo esse filme... assim como todos que com seu bom gosto pela arte... aqui postas.

Deixo-te a ternura de um abraço.
Helena

Tatiana disse...

Um filme marcante!
Bela postagem!
Feliz Páscoa!
Beijinhos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Que lembrança boa
a deste filme.
Em época de filmes que nada dizem
sobre coisa alguma,
lembrar histórias assim
nos fazem tão bem.

Aprendi a gostar de Maria Callas
com este filme.
A dor da canção chega de forma
pungente em nós.

Que os sonhos sempre existam em ti.

Filipe disse...

Super polemico esse filme, mas acho que hoje a sociedade está aceitando mais esse tipo de coisa...
boa indicaçao!!
beijos tudona!!!
amo! s2

@philipsouza disse...

Noss eu nao tinha visto..parece ser um excelente filme....vou ver....alias tudo que vem de vc eu gosto..

mas agora mudando em oficial...

Joyce,
é com grande prazer que o Entrando Numa Fria em meu nome convida você, autora do Horas ABsurdas a participar do quadro Entrando Você Numa Fria, na edição de Abril.Peço que confirme participação, assim marcaremos a data prevista e o dia que entra ao ar.Convide seus amigos e vamos lá, prepare-se porque seus leitores vao te conhecer.


Bjaoo Philip

Livinha disse...

Mocinha,


Te desejo a mesma Páscoa de Jesus,
onde o amor seja essência em tua vida.
Que entregues na cruz do Cristo as tuas dores
por ele carregada e nas lágrimas dele a salmora
a te estancar o sangue das amarguras.
Que sinta a vida em plenitude na irmandade de ser
e que te faça o sentimento a Fé em ti resplandecer...
Meu mais aconchegante abraço em teu coração
na minha mais terna gratidão pelo
teu existir. Obrigada por ser quem você é, assim
não poderia estar nesta mesma afinidade tão bendita
que promove aos homens a convívio de aproximação feliz

Feliz Páscoa junto aos teus
Muita Paz

Livinha

Celamar Maione disse...

Amei o filme e também achei de muito bom gosto a cena selecionada...a música é dez.
Beijão e boa páscoa pra você.

Cristiano Contreiras disse...

Simplesmente este filme é imbatível...


adorei e adoro a forma como voce fala dos filmes, tem uma forma de analisar cuidadosamente, poste mais sobre cinema! ou melhor, que tal CRIAR um novo espaço pra apenas falar de seus filmes? sério, pense nisso!


TE AJUDO NO VISUAL!

beijo