domingo, 19 de junho de 2011

A bruxa


Drummond , eu te amo!

Nesta cidade do Rio,
de dois milhões de habitantes,
estou sozinho no quarto,
estou sozinho na América.

Estarei mesmo sozinho?
Ainda há pouco um ruído
anunciou vida ao meu lado.
Certo não é vida humana,
mas é vida. E sinto a bruxa
presa na zona de luz.

De dois milhões de habitantes!
E nem precisava tanto...
Precisava de um amigo,
desses calados, distantes,
que lêem verso de Horácio
mas secretamente influem
na vida, no amor, na carne.
Estou só, não tenho amigo,
e a essa hora tardia
como procurar amigo?

E nem precisava tanto.
Precisava de mulher
que entrasse neste minuto,
recebesse este carinho,
salvasse do aniquilamento
um minuto e um carinho loucos
que tenho para oferecer.

Em dois milhões de habitantes,
quantas mulheres prováveis
interrogam-se no espelho
medindo o tempo perdido
até que venha a manhã
trazer leite, jornal e clama.
Porém a essa hora vazia
como descobrir mulher?

Esta cidade do Rio!
Tenho tanta palavra meiga,
conheço vozes de bichos,
sei os beijos mais violentos,
viajei, briguei, aprendi.
Estou cercado de olhos,
de mãos, afetos, procuras.
Mas se tento comunicar-me
o que há é apenas a noite
e uma espantosa solidão.

Companheiros, escutai-me!
Essa presença agitada
querendo romper a noite
não é simplesmente a bruxa.
É antes a confidência
exalando-se de um homem.

Carlos Drummond de Andrade


6 comentários:

Paco Sales disse...

Tienes una voz preciosa que hace que tus poesías sean todavía más hermosas, recibe un fuerte abrazo amiga

D.Ramírez disse...

Ta ficando craque em video. Bela locução. Gostei do post.
Besito

Vereda da mente disse...

Sua voz combina com o nome que surgiu ao vc aparecer...Docinho...

Respiração certa.
Pontuação clara.
Bela locução.

Beijo,docinho!

Sobre a poesia?Bem,sou esta amiga e adoro escrever na madrugada!!

Cecília disse...

Adorei nega. Você tem muita coragem pra realmente dar a cara a tapa.

Viviane Moraes disse...

Ê minha flor, devia ser locutora hein, ficou muito bom..
Quanto tempo hein guria *-*

Beijos*

tossan® disse...

Gosto toda vida de Drummond, mas adorei a tua performance em todos os sentidos. Você é fantástica! Beijo