quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Encontro inesperado...(Aquele homem parte 2)


**Quem visita meu cantinho sabe que no dia 29/11 eu postei um pequeno conto chamado ''Aquele homem''.

Ele terminou meio que com um gostinho de ''quero mais'',e ontem,do nada me surgiu inspiração para continuar a escrevê-lo.

Vou postá-lo a seguir,mais uma vez espero que gostem e comentem e critiquem....pois críticas tbm são bem-vindas....


Aí vai:


Ele veio do inesperado...um ilustre desconhecido que me causou imensa curiosidade.

No começo permaneci invisível,pois achei que seria uma simples brincadeira.Mas para minha surpresa,o jogo virou....

Se do inesperado ele surgiu,inesperadamente ele me pegou...

Eu ainda lembro como foi:

Um quarto semi-iluminado,com uma mesa redonda,sofá de canto,muitas velas e um perfume amadeirado.Ele me convidou para sentar,me ofereceu uma taça do melhor vinho.

Conversou comigo sobre artes e sobre a vida em geral,e foi se aproximando....cada passo que ele dava me fazia corar....em pensamento clamava cada vez mais por mais um passo.Quando chegou a meio metro de mim,colocou a taça sobre a mesa e pousou sua mão em meu vestido....acariciando minhas pernas.....com o susto,meu coração que não parava de bater forte,desparou de vez.

Ficamos em silêncio por um instante,só com Barry White ao fundo fazendo a trilha sonora com sua voz quente,preenchendo todos os espaços vagos.

Ele rompeu o silêncio chegando ao meu ouvido e me contando segredos que eu não ousaria escrever aqui.E foram muitos segredos.....muito vinho tinto....Num abraço fortíssimo,ele colou seu corpo no meu,me sufocando com um beijo que me fez voar até o céu.Me beijava e me puxava os cabelos....e como que seguindo as pistas de um mapa,suas mãos percorreram todo o meu corpo.

Em instantes não resisti:sucumbi ao meu desejo,como um vulcão eu entrei em erupção!

Horas e horas depois,nada mais restou além de taças derrubadas,corpos exaustos e segredos ao chão.

Sim,no começo foi brincadeira,e a brincadeira me tomou por completo....fiquei a mercê de um desejo sem fim,e agora busco o que não tenho em mãos,o que se tornou invisível aos meus olhos como um sonho bom.

Sonho ou delírio????????

Não sei....só sei que foi inesperavelmente inesquecível.

17 comentários:

meus instantes e momentos disse...

belo texto ( como sempre) que importa se sonhos ou delirios.
Como na letra de uma música
...O importante é que emoções eu vivi...
Maurizio
* gosto de ler vc.

D.Ramírez disse...

Você em seus textos, vontades e desejos desperta um fasacinio em suas escritas. Um texto brilhante, atraente e envolvente.
Muito bom mesmo!!!!!
Besos

Philip Rangel disse...

Oii..´passando pela primeira vez por aqui e gostei de seu conteudo...eu estou voltando com o meu blog, depois de uns problemas estou de volta....parabens mesmo..percebi que vc quando digita algo para ser postasdo aqui a maioria das vezes vc sente....e isso da vida aos leitores...

Parabens...

Viviane Moraes disse...

Seus posts como sempre são lindos, isso pode virar um livro sabia, quem sabe, só depende de você...
Poderia editá-lo.rs

Beijos.

Gleidston dias disse...

Uauu, real ou imaginario o que foi aqui importante é que quem leu sentiu as boas vibraçoes do momento ali vivido,e que venha mais "contos",parabéns.

*pretinhaaa olha nos aiiii rssss*

Big Abraço, otima 5f pra vc.

Duuh!. disse...

Nossa!
adoreeei. suuper show!!!!

adoroo suas visitas..
valeeu mesmo!!!

beeijos, linda.

tossan disse...

Vc cria e recria muito bem estou gostando vai continuar?
Mas não tem mais aquele cenário do primeiro encontro, não sei...não combina nada. O banho, o lugar, o clima é outro. Não há uma continuidade. Então considero este um novo e muito bom também, mais é outro. Bj

Paulo disse...

Tá bombando seu blog hein...
E aquela história do outro cara? Que vc tava lendo na salinha e ele caiu como um trovão... acho que era isso, não?

Tatiana disse...

Oi Joyce...
esses momentos são os que encantam a vida.
Seja em realidade ou um sonho... alimentam a alma!
Adorei estar aqui lendo algo que nos inspira ao amor.

Beijos com meu carinho

Verônica disse...

Nossa que delírio lindo...
Faz tempos que não tempo sonhos assim... muito provocante..
amei!!!
q se encontrem mais e mais vezes..
volto pra saber!!!

Léia Carvalho - LC disse...

passei por aqui, li o encontro (parte 1 e 2), li querer também...
parece até piada porq meu ultimo post é sobre querer (rs)
bjim sucesso na escrita

Lê... disse...

Joyce,

Uau e que final tu deu deu aquele inicio...rs
Lindo!Amei cada letrinha!

beijos.

Vanessa. disse...

Belíssimo texto, gostei imenso :)

Cris_do_Brasil disse...

A febre de sentir.
E de que importa o sonho acordada num é. Quando acorda já nao é mais sonho, e a realidade por vezes é triste.

Um beijo

João da Silva disse...

Querida... que homem não gostaria de ser assim tão desejado? Wow! Amei! Há idéias subliminares que são muito mais provocantes e muito mais instigantes que aquelas francamente declaradas.
Você escreve deliciosamente!
Beijos carinhosos do João, todos com aroma de rosas!

vinicius disse...

Espetaculoo!!
=D

Philip Rangel disse...

Oii Joyce..mineirinha hein:??com certeza fala uai ne???gostaria de agradecer pela visita...e estou de volta sim...muito obrigado mesmo...

e como já comentei nesse texto...estamos ai para o que precisar...

bjaoo mineiraa