terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A poesia em mim...


A poesia a seguir já foi postada neste blog,só que como postei rápido e ela não foi comentada,estou trazendo aqui pra frente para que (re)conheçam e gostem...ou não!!!!


Digo novamente que escrever para mim é uma enorme paixão...uma válvula de escape que me ajuda muito a aquecer a minha alma.....


Espero que a inspiração bata sempre à minha porta,para que eu continue escrevendo e me alimentando das palavras,meu grande sustento.


Eis o poeminha:


Há uma poesia dentro de mim e ela não quer sair.

Seus versos me vêm e vão

e eu estou inquieta.

Há uma poesia dentro de mim.

Sim,ela existe,está bem aqui...

Eu a vi ontem,veio do nada,chegou de repente.

Ela dorme comigo,

faz casa nos meus sonhos .

Ela se tornou o meu alento,

mas não quer se mostrar para o mundo,

se esconde em meu pensamento.

Há uma poesia dentro de mim,

concebida dentro de mim,que ajuda a minha dor a fenecer.

Sim,ela vive aqui dentro,ela eleva meu pensamento;

Mas já é hora de voar....

Voa de dentro de mim poesia!

Saia daqui de dentro pois o mundo é enorme,é imenso

Vai,que é hora de nascer....

Vai,é hora de enlouquecer....

VOA,voa daqui poesia minha!

Vai,e fique bem além de mim...


14 comentários:

PreDatado disse...

Assim, bonito, soltar toda essa poetisa que há em si; libertar os versos, lançá-los nos ventos, fazer voar as palavras e fazer também explodir emoções. Bote para aqui toda essa energia poética.

D.Ramírez disse...

Muito bom...sei q escreve com vontade, com a alma e o coração, e otimo a ideia de trazer pra frente esse poema. Eu adoraria olhar posts anitgos, nao somente o seu, mas a falta de tempo, as vezes nao nos deixa. Seria bom, as pessoas trazem algo de lá prá frente, para reverem ou conhecer.
Imagina, por exemplo, oque eu teria perdido se vc nao tivesse tido essa ideia?
Ainda bem q trouxe, assim nao perdi;)
Lindo.
Besitos

Viviane Moraes disse...

Escrever é muito bom mesmo.
Poder se expressar nas palavras é melhor ainda.
Só assim podemos falar o que sentimos..

Cris_do_Brasil disse...

Oi querida,

Seu cantinho também transmite paz, e em palavras como nesse poema, mostra a menina mulher desabrochando inquieta. Ou seria a ´comunicação secreta com o sofrimento do homem'?

Pelo jeito tu é fã do Drummond, assim como eu sou de Clarice, e de leitura de tiritas hehe

Também gostei do filme Amor em Tempos de Cólera, não pude deixar de comentar.

Eu volto,

Celamar Maione disse...

Elas ficam dentro da gente e adoram quando tomam " vida " .
É por aí.
Belas e boas inspirações, moça.
Grande beijo !

Duuh!. disse...

Perfeito!!!

e nem precisa falar, é obvio que você escreve pela paixão.

adoreei, sua poesia, e adorei seu blog!!!

vou viir mais vezes, prometo! ;D

beeijos

Gleidston dias disse...

Fez muito bem trazer a frente, assim temos oportunidade de contemplar esse tão belo poema,
parabéns.

beijo!

meus instantes e momentos disse...

Muito bonito, sensivel, parabens. conhecer mais esse lado bonito que vc tem.
E que tua poesia voe, e voe....

Verônica disse...

Linda poesia, bate fundo no coração...
fica bem
beijosssss

Tata disse...

Oi,

desculpe a demora em retornar sua visita mas, estava passando po um momento difícil.
Obrigado pelos elogios que fez ao meu blog, o seu tbm é ótimo!
E vc escreve super bem!
voltarei mais vezes por aqui!
bjinhos

tossan disse...

Pronto saiu e linda como as outras! Gosto muito de te ler, mas, ainda espero pelo final daquela história e a foto que tu me prometestes. Beijão

Cris_do_Brasil disse...

... esqueci de comentar que sou uma cinéfila de plantao, adoro filmes! Quando tiver alguma boa sugestão (já que saquei gostamos do mesmo tipo), me indique viu, vou adorar!
Se quiser posso indicar alguns que gostei tb.

Já livros... ando um pokito-muito preguiçosa pq agora tem os áudiobooks, tenho ouvido ao invés de ler...

beijos querida, sweet dreams

caurosa disse...

olá amiga Joyce, que lindo, na verdade a poesia vai saindo as poucos de dentro de nós e transforma nosso dia-a-dia, nossas relações e o mundo fica mais alegre e grandioso, graças à Deus.
Muita luz, paz, harmonia e inspiração para que você continue nos brindando com belos poemas.

Ps: Sempre bem acompanhada com Neruda, Chico e o Grande Drummond, o poetinha gigante Vinícius.

Forte abraço

caurosa

Christi Xavier disse...

Olá ! prazer conhecer seu cantinho, e olha, se tive alguém que não gostou de um poema desses... não tem alma pra apreciar.

Lindo poema, delicado, leve e gostoso de ler.
Parabéns querida, vc tem inspiração dentro de si, e com certeza, escrever é um escape, é um achado, é a forma mais doce de nos encontrar, em diversas formas e momentos. Continue sempre... A caneta, o lápis e o teclado te esperam e nós também.
Bjs bjs,
Chris