quarta-feira, 2 de junho de 2010

Certas canções me chegam como se fosse o amor.....


Sábado passado,em meio a mais uma madrugada de insônia,liguei a tv no altas horas e Milton Nascimento estava lá.Antes de cantar sua primeira canção ele fez uma breve explicação sobre ela,que me emocionou bastante,e que me fez admirar sua luz e sensibilidade ainda mais.
Milton disse que,uma vez estava em sua casa,perto do piano e lá estava Stevie Wonder a cantar com Paul McCartney a música Ebony and Ivory.E ouvindo versos como ''Ebony and ivory live together in perfect harmony Side by side on my piano keyboard, oh lord, why don't we?'' (ébano e marfim convivem juntos em perfeita harmonia no teclado do meu piano,então porque não nós??),ele pensou ''meu Deus,mas que coisa óbvia,porque eu não pensei nisso primeiro que ele?!''.
Depois disso,Tunai (cantor e compositor mineiro) lhe enviou uma música,na qual Milton escreveu sobre isso. Quando ele começou a cantar a canção,as lágrimas me correram o rosto,porque eu tenho uma ligação muito forte com Milton,com aquela canção.E resolvi trazer esta história para o blog justamente por causa desta emoção tão verdadeira....Quem é que não tem uma música que fale alto dentro de si?DUVIDO....
E Milton é dono de uma voz extraordinária,que embala minha vida desde o berço,dos momentos felizes aos tristes...e que neste momento em especial,tenho ouvido BASTANTE.
Deixo vocês com a música em questão (atentem para a linda letra).....
ps>>>Lembrando que segue a votação do top blog^^ .....

Logo volto queridos^^


Certas canções que ouço
Cabem tão dentro de mim
Que perguntar carece:
"Como não fui eu que fiz?!"
Certa emoção me alcança
Corta-me a alma sem dor
Certas canções me chegam, ôô
Como se fosse o amor
Contos da água e do fogo
Cacos de vida no chão
Cartas do sonho do povo
E o coração do cantor
Vida e mais vida ou ferida,
Chuva, outono ou mar,
Carvão e giz, abrigo,
Gesto molhado no olhar
Calor, que invade, arde, queima
Encoraja, amor
Que invade, arde, carece de cantar
Calor Que invade, arde, queima
Enconraja, amor
Que invade, arde, carece de cantar...

9 comentários:

Jão disse...

linda musica, Milton realmente embala a vida de muitos, a minha tambem... Amo vc meu amor e amo tudo que é de você...

amanhã é dia 3 de junho vc sabe o que significa neh...

bjs meu amor

amo usted!!!

Cecília disse...

Aaai gnt.. fotos da nossa BH tão linda =].. de Minas! Faz eu amar cada vez mais esse lugar. Milton tem mesmo o dom de tocar dentro da gente nessa e em outras fabulosas canções. Vem looogo Joy, volta pra sua terra!

Livinha disse...

MIlton Nascimento minha querida, nada igual ou parecido que seja.
Sempre profundo nos versos de sensibilidade única.

Maravilha de postagem

Bjs
Lindo Feriado
Livinha

Pascom disse...

Mesmo tendo um gosto musical diferente, achei bonita a música e acho q sinto o mesmo sobre algumas músicas que ouço aki comigo, que me fazem conhecer e setir diversos sentimentos.

Luigi Lopes disse...

Lindo post, bela música, grande compositor e maravilhosa emoção e explicação do que ocorreu contigo. Também amo o Milton Nascimento em especial sua canção Pra eu parar de me doer...

Abração!!!!

tossan® disse...

Esta canção que ouço
Cabe tão dentro de mim
Que perguntar carece:
"Como não fui eu que fiz a letra?!"
Certa emoção me alcança...
Mas, eu me refiro a música de Milton e não a de Paul Steven que também gosto muito claro.

Eu também vi o programa e fiquei
emocionado com a fã. Beijo moça você tem um exelente gosto para músicas!

Rico Salles disse...

Linda canção, muito linda, ainda mais com a explicação. Adoro Milton e ainda mais na inspiração desta música, Paul & Stevie numa idéia realmente genial de letra. Puxa, como canções mexem com a gente de forma especial, no meu caso tenho ua ligação forte com "Anunciação" do Alceu Valença, ao ouvir consigo sentir até o cheiro de minha casa nos meus 4 anos de idade. Lembranças. Bj!

Francisco disse...

Joyce querida!
Vc tem razão. Duvido também que exista alguém que não tenha "sua canção". Eu tenho a minha, é claro!
Essa do Milton Nascimento é maravilhosa!
"Imagino que "certa cançaõ"...
Embale o seu amor,
E do Jão!" rsrs
(como poeta, sou um fracasso...rs)

Beijos em vocês.

Filipe disse...

Adoro minha cidade querida, exemplo de cultura e tradição.
Agora só falta vc vir me visitar Tudona....
Beijos!