quinta-feira, 27 de maio de 2010

Sobre o sexo


Ando muito influenciada por um livro de Carlos Drummond de Andrade entitulado ''O amor natural'',o qual fui ter mais contato através do maravilhoso blog (que eu recomendo muito) do querido Luigi (http://luigilopes.blogspot.com/).Trata-se de um livro póstumo com poesias eróticas de Drummond,o que vale muito a pena ler,pois Drummond fala de sexo de forma muito descontraída e natural,sem perder a sensualidade e de uma forma muito transparente.Esta tem sido minha leitura esses últimos dias,e pensando nisso escrevi estas linhas que saíram do forno direto aqui para o HORAS.
Não sou nenhum Drummond,mas espero que gostem,inclusive da trilha sonora que é PERFEITA e SEXY...assim como a cantora,a incível Sade.

Logo volto meus queridos....


Sexo,só sexo

Sexo é o aquecer da pele

O eriçar dos pelos,

O corpo se arrebatando nas

Entrelinhas do prazer...

É cheiro de acidez

Que se transforma

Em coisa lúdica...

Lúdicos desejos

Que se dão no chão,

No mar,

Na lama

Na cama.

É poesia brusca,

Suja, amassada...

Desejo que ataca

Na hora absurda e

Inesperada...

é um breve momento

que se estende no infinito...

mundos que se criam na tinta branca

das quatro paredes de um quarto.

É troca,

É busca,

plenitude.

Amor em forma física...

Luxúria em cores vivas,

Nomes feios que acendem

O desejo...

Esta chama,

Este vício,

Este estopim de pecado

É sexo,é só sexo...

Aquele sem juízo,

Aquele que dá febre

O da procura contínua,

Do doce desejo insaciável

E sem fim....

...

...

...




18 comentários:

Cecília disse...

AII! Foi maara, amor. não tem muito o que dizer... O poema fala por si. E coooomo fala! Adorei a musica.

Luigi Lopes disse...

Oi joyce. Lindo post. Acho que seu poema ficou perfeito e realmente não está longe daqueles do Amor natural.Bem, se isso não bastasse ainda tem a Sade: perfeição ao quadrado. Abraço!!!!

Magno disse...

Olá Joyce, tudo bem? Não tenho nem o que dizer a respeito de Drummond, esse grande escritor, pois suas palavras estarão sempre arraigadas na memória deste país, ainda mais através de pessoas especias como você que mantém as palavras de Drummond cada vez mais vivas...foi se um poeta e ficou seu legado. Parabéns.

Livinha disse...

Amor não tem receita. Que seja do jeito que pinta.
O momento é de amor, desligue audição, entregue-se ao momento em sua conexão...


Lindo mocinha
parabéns
As palavras são bonitas, na forma
como sai de cada íntimo

Mto bom teus escritos Joyce
adoro!

Bjs
Livinha

nas entrelínguas disse...

Sexo
é poesia
que transcende
o papel!

Filipe disse...

"Luxúria em cores vivas"
Adorei seu poema, ficou muito bom ainda mais que fala de sexo que é gostoso.... uahauhua

Beijos tudona!!

O mundo de Alline disse...

Uau...arrasou adorooooooooooo sexo!
miga d+ o clipe então super sexy...Hummmmmmmm...mil bjs

Gustavo Siqueira disse...

eu jamais escreveria um poema dica rs não tenho essa facilidade , muito bom mesmo .

Fatima disse...

Livro lindo!
Música linda!
Bjs querida.

Lester disse...

Amar, se perder
Ou simplesmente foder
sim foder, palavras são só palavras
o que fazemos é o que conta
Esperando cansado enquanto você se apronta
para mais uma, duas, até onde o corpo aguentar
transcende o folêgo, se enxerga no ar
4 letras, 2 sílabas: apenas sexo
A liberdade voa em sua falta de nexo


Sumemo! Putaria é nóis!

Jão disse...

que lindo amor
sexy e envolvente...


amo-te...

Lou Albergaria disse...

MAGNÍFICO DRUMMOND!!! SEMPRE A NOS SURPREENDER E ENCANTAR COMO SEU BLOG.

ADORO ESTAR AQUI SEMPRE!!!

Mais uma vez obrigada por tanta delicadeza sentimentos nobres...

BJS!!!

Lou

tossan® disse...

Sexo e mais sexo uma forma muito transparente que pode emocionar. Bela poesia! Beijo

C@urosa disse...

Querida Joyce, que maravilha, só poderia ser obra da genialidade do amado e imortal Carlos Drummond de Andrade, feliz escolha, como sempre. E de quebra ainda tem a maravilhosa Sade.

bom final de semana,

forte abraço

C@urosa

Manuela Santos disse...

Olá querida Joyce,
De Drummond, conheço alguma coisa!...
O poema: BRAVOOOOOOOOO!...
A música adoro!
Minha querida estás toda refinada, adorei!...
Quando apereces arrasas!
Beijinhos aqui deste lado do oceano,
Manuela

Francisco disse...

O poema e a música, estão em perfeita sintonia.
A maneira como Drummond aborda temas como amor e sexo, é única, e envolvente.
Sentimos ao ler...

Beijão, garota!

D.Ramírez disse...

Depois disso, dizer oq?
So fazer ..
rs
Lindo Joy!!!!! caliente na medida certa, envolvente.
Vc tem q se ismpirar mais e mais, pois adoro seus poemas do genero;)
Besos!!!!

Trago Versos disse...

Parabéns!
Continue a dar asas a sua inspirações!
xD



Ps:Engraçado... Quando entrei na universidade esse foi o primeiro livro que peguei na biblioteca, por pura ingenuidade literal,pois não pensava que o amor natural era o sexo. E adorei a forma como o poeta falou do tema. Ele sabia o que fazer com as palavras.