quarta-feira, 28 de julho de 2010

Coração Maquiado....


Ontem eu finalmente tive um rompante de inspiração e escrevi algumas linhas tortas que vou dividir com vocês agora....Como sempre,espero que gostem e comentem....

Meu beijo a todos,logo volto^^

CORAÇÃO MAQUIADO

Entre milhares de bobagens que rabisco em folhas avulsas, seu nome aparece de mansinho, como que conduzindo a minha mão a escrevê-lo. Quando isso acontece,aquela dor tão familiar me invade de novo,como rotineiramente invade e eu tento esconder.

Chega uma hora em que não dá mais pra mentir, e caio do meu castelo quando espio de longe sua vida seguindo cada vez mais e mais feliz... e cada dia mais distante da minha,que ainda está secretamente entrelaçada a sua .Entre risos e canções que escuto,tento maquiar o massacre do meu coração e seguir por minhas pernas; por minha vontade,num egoísmo necessário pra seguir em frente ficar tranqüila....Mas há horas que as mentiras não se sustentam,que o coração grita para bater como quer,e não mais controlado,apertado,num compasso errado....Então,como agora eu choro essas palavras no papel.....

Amanhã tudo estará bem....vou maquiando minha dor,até ela passar.



Meu coração de criança Não é só a lembrança De um vulto feliz de mulher...

18 comentários:

Cecília disse...

Parabens, você escreveu como gnt grande. Com a smplicidade dos grandes e poucos.

Rebeca disse...

Oi linda, super romântico esse seu texto, apesar de parecer meio triste :( Espero que vc esteja bem, feliz e de bem com a vida. E lembre-se, quando não estiver, pode contar com os amigos, mesmo que virtuais! ;)
beeeeijos

brnoliver disse...

Como a Cecília disse você escreveu com a simplicidade dos grades, gostei muito porque além de ter um grande conteúde (já que faz meu estilo literário), ele também tem uma simpliscidade que muitos deixam escapar(por exemplo eu), e também adorei todo o conteúdo. Esse estilo de escrever me parece famíliar, mas o poeta que vem a minha mente gosta de finais felizes, então vamos nos levantar (aprovo o comentário da Rebeca).

Viviane Moraes disse...

Seu post cada vez mais lindo...
Mas concordo com a Rebeca, dá pra perceber, pouco, mas dá que seu coração está dolorido...
Só um conselho, nós seus amigos estamos aqui para te escutar..!!

Beijos..sz

Livinha disse...

Entre momentos na deriva, a gente sequer percebe que a caneta rabisca um certo nome.
Somos levados na condução dos instantes, como se pegassemos o bonde errado.
Qdo a gente se dar conta, no mesmo lugar, a gente mal saiu de casa e o carro anda para trás, voltando para um passado.

Lindo Joyce.
É exatamente assim que acontece.
Temos que ser etermnos fingidores,
fingindo esquecer, o que nos promove dores.

Bjs linda
maravilhosa explanação.

Livinha

tossan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tossan disse...

Existem outras praias, já ouviu falar? Compre uma caneta nova, uns óculos de sol, uma sandália, tome um sorvete e viva. O novo é sempre melhor, não se prenda nunca e fique tranqüila. Você me entendeu não é? Lindo texto! Beijo
PS: Comenta o In natura o texto do tossan é diferente.

Manuela Freitas disse...

Querida Joyce,
Esse coraçãozinho anda em sofrimento, mas já deu para encontrar a inspiração!...Sabes querida, a vida é cheia de amores e desamores, o amor para toda a vida se era, já foi, mas tu tens uma longa vida para viver, és bonita e inteligente, abre as braços para a vida e voa, não olhes para trás!...
Muitos beijiiiiiiiihos

nas entrelínguas disse...

E assim a vida segue, entre versos, rabiscada...

Abração pra ti, guria =)

nas entrelínguas disse...

Ah, poderia me contar se tais linhas vieram sob o conselho que te dei outrora?!Ou não?! Como se deu este processo de criação?! Sob que forma lhe voltou a inspiração??!

Filipe disse...

Ficou muito bom, isso mesmo vamos seguir em frente viver e se libertar... hahaha
Beijos linda!!

Rico Salles disse...

Que lindo texto, gostei muito e também da troca da foto principal, está mais bonita. Tenha um ótimo final de semana!

@philipsouza disse...

Não podemos ficar assim nao..devemos seguir sempr em frente pq a vida nao impoe limites, podemos driblar eles e ir sempre alem.... com simplicidade mesmo de uma pessoa linda como vc que quer voar sempre mais alem do infinito...

bjaoo amorr..
demorei mas to akii...

te amooo

Lou Albergaria disse...

Menina, você é muito jovem para escrever tão bem sobre essas dores de amor... o que é isso!!! Chapei!!!

Que música maravilhosa escolheu para acompanhar seu texto!!!

PARABÉNS!
Mas fico triste por estar passando por esse momento difícil, mas não há como fugir. Amar e perder faz parte da vida sempre. Em todas as idades, infelizmente.

Beijos!!!

Lou Albergaria disse...

Escreve para o FÁBRICA DE LETRAS para que mais pessoas possam conhecer seu lindo blog. É só acessar: http://fabricadeletras.blogspot.com
É um blog coletivo em que qualquer blog tem acesso para fazer o link.

Dê uma olhada lá. Seu blog é muito bom e deve ser lido por mais pessoas que apreciam uma boa escrita, belas canções, poesias, enfim, toda a arte que é seu blog.

BEIJOS!

adilson hilário disse...

lindas palavras...belo sentimento..universo feminino admirável!
parabéns

Lou Albergaria disse...

Bom dia, doce menina!

Há desafio para você no blog da Loba.

BEIJOS!!!

D.Ramírez disse...

To devendo visita né? Li os posts, bom vc ter ido la, pq ando em falta.rs
Adoro suas escritas, li o post ultimo ultimo tbm, logo comento;)
Saudade tbm de vc.
Besos